Alta procura por vacinas contra Influenza zera estoque e novos lotes serão enviados pelo Ministério da Saúde

2

A vacinação contra a Gripe Influenza (H1N1 e H3N2) começou nesta quarta-feira (25) com a disponibilização de cerca de 6.000 doses, dando prioridade para imunização de idosos acima de 60 anos de idade e profissionais da saúde. No entanto, com a grande procura pela manhã, as vacinas disponibilizadas pelo Ministério da Saúde ao Estado de Mato Grosso do Sul, que repassa para os municípios, acabaram e, agora, necessita de novo envio.

Importante lembrar que é o Ministério da Saúde quem determina a data de envio de novos lotes, logo não é possível o Município afirmar um prazo para o recebimento das vacinas. A população idosa prioritária, somada aos profissionais de saúde nessa campanha é de aproximadamente 13 mil pessoas.

A coordenadora do Setor de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Humberta Azambuja, pede para que a população mantenha a calma e compreenda a situação. “Não vamos deixar de vacinar as pessoas que têm direito, apenas dependemos de que cheguem novos lotes ao Município e, quem tem que enviar esse material é o Ministério da Saúde”, alertou.

Além disso, a coordenadora ressalta que as vacinas foram entregues em quantidade reduzida por parte do Governo Federal e a rápida adesão dos grupos atendidos zerou o estoque nesse início de campanha.

“Assim que as novas remessas de vacinas chegarem, vamos comunicar a todos e os postos de vacinação serão reabertos para atender a população. Por isso, não precisa ter medo de ficar sem a vacina, apenas precisamos que tenham um pouco de paciência e aguardem a chegada de novos lotes”, explicou. (veja o vídeo)