CBF “imita Flamengo” e reduz poder da TV Globo, diz jornalista

3

De acordo com Cosme Rímoli, a entidade irá contratar um profissional para trabalhar na coordenação dos direitos de transmissão

Por Metrópoles

AConfederação Brasileira de Futebol (CBF) está disposta a lucrar ainda mais com seus produtos e um passo importante nessa direção será investir numa espécie de independência em relação aos direitos de transmissão. De acordo com o jornalista Cosme Rímoli, a entidade máxima do futebol nacional irá contratar um profissional para trabalhar na coordenação das transmissões de competições, jogos, treinos e tudo que envolver a Seleção Brasileira.

Conforme informa o jornalista, o nome escolhido pela CBF para assumir a função é o ex-executivo da Fox Sports, Eduardo Zebini. Além de negociar tudo que diz respeito à Seleção Brasileira, o profissional “ainda” irá participar das decisões em relação aos direitos do Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Supercopa do Brasil.

Continua Depois da Publicidade

Direito de imagem

A ideia é que a CBF TV produza e repasse as imagens para a emissora com a qual faça parceria.

Cosme Rímoli compara o movimento da CBF com o protagonizado pelo Flamengo frente à TV Globo em relação ao direito de transmissão do Campeonato Carioca – o time rubro-negro bateu o pé quanto ao valor desejado e não cedeu à oferta abaixo do que gostaria por parte da emissora. “O executivo tem a missão de deixar a CBF independente de vez da emissora”, publica o jornalista.

O coordenador passaria a negociar de forma independente o direito de transmissão com as emissoras, o que abre caminho para a descentralização das competições da TV Globo.