Bolsonaro tenta trocar diretor-geral da PF e Moro resiste

27
Ministro Sérgio Moro durante depoimento na CCJ do Senado, onde foi convidado a dar explicações sobre ter agido com parcialidade nos julgamentos da Lava Jato e sobre os vazamentos do Intercept. Foto: Sérgio Lima/PODER 360

Por Andréia Sadi e Natuza Nery

23/04/2020 14h38  Atualizado em 46 minutos

O presidente Bolsonaro comunicou nesta quinta-feira (23) ao ministro da Justiça, Sergio Moro, que pretende trocar o comando da Polícia Federal. Como o blog antecipou, aliados de Moro já aguardavam a nova ofensiva do presidente para trocar Mauricio Valeixo.

Moro, ao ser informado, demonstrou perplexidade uma vez que Valeixo é um nome de sua confiança e um dos policiais mais respeitados da instituição.

Publicidade

Moro e Bolsonaro conversaram hoje. Segundo relatos obtidos pelo blog, não foi apresentada uma justificava clara para trocar a direção da Polícia Federal. Quem acompanha as investidas de Bolsonaro desde o ano passado diz que o problema para o presidente não é Valeixo, mas o próprio ministro. E que o presidente quer um diretor-geral próximo à família Bolsonaro.

Moro, ao ser informado pelo presidente, resistiu à troca e chegou a dizer que seria muito ruim para ele, à frente do Ministério da Justiça, perder seu braço direito.

Publicidade

Aliados de Moro avaliam que a saída de Valeixo enfraquece o ministro e significa uma intervenção do presidente na principal corporação de investigação do país.

Moro, segundo avaliações do Ministério da Justiça, teria dificuldade em indicar um sucessor.