#FIQUEEMCASA* Teto dos servidores entra na fila da Câmara e pode ser votado em dias

11
Fachada do Congresso Nacional, Câmara e Senado. Brasília, 30-07-2017. Foto: Sérgio Lima/PODER 360

Supersalários passaram à mira Covid-19 deu clima para proposta Lobby contrário é poderoso

PODER360- CAIO SPECHOTO

Entrou de vez no radar dos líderes das bancadas partidárias na Câmara a regulamentação do teto de salários do funcionalismo público. A necessidade de encontrar recursos para combater a pandemia de covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, e os sacrifícios impostos a parte dos trabalhadores da iniciativa privada devido às medidas restritivas de contenção da doença criaram clima favorável à medida.

A proposta ataca rendimentos de servidores que ultrapassam os R$ 39.293 recebidos mensalmente por ministros do STF (Supremo Tribunal Federal).

Publicidade

Deputados envolvidos nas conversas disseram ao Poder360 que há chances reais de a proposta ser votada já na semana que se inicia. Um empecilho seria a agenda: há projetos, como o Plano Mansueto, que estão na frente na lista de prioridades do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

O líder do Cidadania na Casa, Arnaldo Jardim (Cidadania-SP), diz esperar a entrada da matéria em pauta na 4ª feira (8.mar.2020), depois do Plano Mansueto (na 2ª) e da MP do pacote Verde Amarelo (na 3ª). “Rodrigo Maia assumiu o compromisso conosco”, diz.