Pesquisa Ipsos aponta que Brasil é o país mais otimista do mundo em relação ao retorno das atividades

11

*** conteúdo do Diário do Brasil | ***Amanda Nunes Brückner

Fundado na França, o Instituto Ipsos é a terceira maior empresa de pesquisa e de inteligência de mercado do mundo.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo instituto, as percepções sobre quando a sociedade voltará ao normal após a pandemia do vírus chinês diferem amplamente em todo o mundo.

Curiosamente é o fato de que um país como o Japão, que chegou a lidar exemplarmente com o surto desde janeiro e só recentemente decretou restrições mais rígidas, é o país menos confiante quanto ao retorno das atividades.

Apenas 19% dos japoneses acham que seu país levantará as restrições até então.No outro extremo do espectro está o Brasil , onde 85% da população acredita que as coisas vão se normalizar até junho.

Na Índia, que foi bloqueada nacionalmente no início do surto, 83% dos entrevistados pensam o mesmo que os brasileiros. Na China, onde o surto se originou e foi [teoricamente] controlado, 78% compartilham o sentimento.

Países europeus, como a Itália, Espanha e França, bem como a Alemanha, são encontrados no meio da tabela, com populações divididas.

VEJA A PESQUISA APÓS O VÍDEO DE PUBLICIDADE