Presidente das Filipinas dá carta branca para polícia matar quem desrespeitar quarentena

78

‘Ao invés de você causar problema, eu te mandarei para o túmulo’, afirmou Rodrigo Duterte, em pronunciamento em cadeia nacional

Por O Dia

Rio – O presidente de extrema-direita das Filipinas, Rodrigo Duterte, deu carta branca para a polícia matar quem estiver “causando problemas” durante o período da quarentena no país. A declaração foi feita em cadeia nacional, durante um pronunciamento oficial do presidente.

“As minhas ordens são para policiais e aos militares, incluindo os funcionários nos vilarejos, que se há problemas ou se surgir situações em que pessoas briguem, e a sua vida está em perigo, disparem e matem”, afirmou Duterte. 

“Ao invés de você causar problema, eu te mandarei para o túmulo”, enfatizou.

Continuar Lendo Após a Publicidade

A declaração foi feita no mesmo dia em que um protesto contra as medidas autoritárias restritivas foi realizado em Quezon, capital das Filipinas, terminando com 21 presos. O país tem, até o momento, 107 mortos e 2.633 casos confirmados de coronavírus, e grande parte do seu território está em quarentena obrigatória.

O país ainda não anunciou, contudo, qualquer medida de auxílio econômico para trabalhadores.