Senadora, infectada com coronavírus, viola quarentena e perde o mandato

31

Desobedecendo o isolamento social, a política fez uma viagem e foi infectada. Pessoas que estiveram com ela foram contaminadas

A senadora do Paraguai María Eugenia Bajac contraiu o novo coronavírus e, ao violar a quarentena, teve o seu mandato cassado pelos demais senadores.

María Eugenia Bajac, ex-pastora evangélica, adota posições radicais contra o aborto e a homossexualidade.

Segundo a agência Reuters, “Bajac pediu permissão e diárias para uma viagem oficial à Guatemala, mas, em vez disso, viajou para o Peru para um encontro religioso, onde se presume que tenha sido infectada”. O Senado decidiu, por 40 votos — só quatro discordaram — cassar o mandato da senadora.

Continuar Lendo Após o Vídeo de Publicidade

https://youtu.be/yNjzCwtuXzU

“Ela ignorou as instruções do Ministério da Saúde para estender seu período de isolamento até a confirmação do caso, participou de uma reunião do Senado e colocou todo o Senado em uma situação de quarentena, com indicações de que infectou duas pessoas”, afirma a senadora Esperanza Martínez.

A senadora cassada pediu desculpas aos colegas e sublinhou que o fato de ter se contaminado, contra sua vontade, não é motivo para a cassação. Ele deverá recorrer à Justiça para tentar retomar o mandato.