VAMOS CONVERSAR – Canal aborda dicas de como manter a saúde financeira em tempos da COVID-19

3

Esta semana, o “Vamos Conversar”, criado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e Secretaria Municipal de Administração (SEMAD), conta com a parceria do Controller no Hospital Nossa Senhora Auxiliadora Thiago de Oliveira Carvalho que trará algumas dicas para manter nossa saúde financeira em tempos de COVID.

“Vamos Conversar” conta com a ação direta da Vigilância em Saúde do Trabalhador e da Avaliação de Desempenho Individual e Estágio Probatório, para auxiliar a população durante o isolamento social com foco na saúde mental e emocional.

COM MANTER A SAÚDE FINANCEIRA EM TEMPOS DA COVID-19?

Vamos falar um pouco sobre finanças pessoais em meio essa crise que está nos assustando, muito, há cerca de um mês aqui no Brasil.

Vou começar com uma frase que meu pai sempre fala: “Se gastar mais do que ganha nunca vai sobrar nada”, mas como fazer um planejamento financeiro pessoal nesse momento de crise?

Já não é simples fazer em um cenário normal, sem vírus, sem pandemia, e fazer um controle nesse momento de crise, instabilidades, incertezas é muito, muito mais difícil, mas não impossível, basta ter uma disciplina e realizar um controle de todas as saídas do seu bolso, é um processo contínuo e para alguns uma mudança de cultura, mas tenho certeza que todos conseguem melhorar isso.

Sempre ouvimos das pessoas: “Esse mês, meu banco nem viu meu salário”, “Nossa, esse mês estou de parabéns, gastei todo meu salário em 1 dia”, “Eu só pago conta com meu salário”, entre outras milhares de justificativas para a falta mensal de dinheiro e fica bem complicado honrar as contas.
Lembrando que para realizar um planejamento, vamos precisar estipular metas, valores e depois seguir em frente.
É uma fórmula simples: Renda mensal – (menos) Gastos no mês = ??? (Tem que sobrar alguma coisa), e aqui, não vamos falar sobre ganhar bem, mas gastar conscientemente, para pode ter um futuro melhor precisamos ser disciplinados, hoje temos diversos aplicativos que fazem um controle financeiro pessoal, gratuitos e práticos e fáceis de usar. Um bom começo é lidar com consumos imediatistas apenas por Status, ou seja, devemos viver conforme nossa condição financeira, gastar por impulso com objetos de luxo, festas ou viagens, podem ser prazerosos momentaneamente para depois de alguns meses existe uma possibilidade de se arrepender e a conta vai chegar.

Estamos passando por um momento muito triste e difícil pois estamos falando sobre a vida das pessoas tanto no aspecto de saúde quanto financeiro, esse corona vírus está causando grande impacto em todos os cidadãos do mundo.

Precisamos de isolamento para minimizar a propagação do vírus, porém desaquecendo a economia haverá demissões e consequentemente teremos outros sérios problemas que poderão causar grandes impactos nas famílias brasileiras que será a falta de dinheiro em casa.

Segundo o site: serasaexperian.com.br, hoje no Brasil existem mais de 60 milhões de inadimplentes, sendo 28% dessa inadimplência com Bancos/Cartões.
Neste momento de crise, precisamos nos precaver e usar nosso dinheiro de forma consciente, gastar apenas o essencial, e poupar o máximo possível; tudo bem Thiago, mas falar é fácil né, como fazer isso?
Antes de iniciar, vale lembrar que estamos falando de um momento de crise, reduções de salários, muitas pessoas vão perder seus empregos…

6 DICAS BÁSICAS PARA ECONOMIZAR NO DIA A DIA:

1 – Revisão das compras nos mercados: Atenção aos grupos de WhatsApp, sempre chegam informações sobre descontos e promoções nos mercados da cidade, alguns produtos chegam a ter mais de 50% de variação de preço;

2 – Café, Almoço ou Jantar fora de casa: Muita gente tem um local que utiliza para realizar refeições fora de casa e nesse momento devemos cortar ao máximo evitando gastos que aparentemente são pequenos, mas no final do mês fazem uma grande diferença, seja no cartão de crédito, seja em alguma conta aberta em algum local próximo ao trabalho, se não der para cortar 100%, tente usar o débito, separe um valor específico e não gaste mais do que o separado;

3 – Compras pela internet: Nesse momento de isolamento o acesso as redes sociais aumentaram e com isso, muitas propagandas tentadoras, com descontos grandes, parcelamentos, não comprem aquilo que não for essencial nesse momento, tenho certeza que podemos esperar algo comprado no instinto para daqui 3 meses, quando esperamos que normalize toda essa situação;

4 – Atenção as compras no cartão de crédito: Quem não pensa assim: “Passa no cartão”, “Parcela”, “Fica uma parcela super baixa por mês”, cuidado para não deixar virar bola de neve, evitem ao máximo pois os juros de um parcelamento de cartão de crédito é altíssimo;

5 – Revisão das taxas pagas os bancos: Existem diversas tarifas e muitas vezes, nem damos atenção. Ligar e pedir para revisar, mudar, diminuir… É um momento de revisar cada centavo gasto; e

6 – Anuidade de cartão de crédito: Existem cartões de crédito que não cobram anuidade.

Tenho certeza que vamos passar por essa crise e estaremos mais fortes para seguir em frente…

Grande Abraço, Thiago.

SERVIÇO

As pessoas podem interagir ou tirar dúvidas pelo email: covid19vamosconversar@treslagoas.ms.gov.br. Lembrando que o intuito do projeto é de transmitir informação, acolhimento e humanização sobre o a pandemia na qual todos estamos inseridos.