Fato: Perturbação do trabalho e sossego, Resistência e Desobediência

2

Local do fato: Av: Antônio Trajano, São Jorge.

Conduzidos: 01 masculino (32 anos)

: Aos 23 dias do mês de maio de 2020, em atendimento ao despacho do COPOM deslocamos até o estabelecimento comercial denominado Petiscaria…., local este que teria um individuo masculino Perturbando o bom funcionamento da localidade. Em contato com a solicitante e proprietária essa nos informou que momento antes da chegada da guarnição estava pelo local um homem trajando camiseta rosa e calça jeans, de estatura alta e de cútis branca, e que esse passou a incomodar os clientes presentes, colocando a mão na cintura insinuando que estava armando, e proferindo frases de intimidação, passando em mesa a mesa repetindo os gestos e dizeres.

Que em certo momento o autor pegou uma garrafa e lançou ao solo estilhaçando, fazendo com que os clientes ficassem apavorados, diante da narrativa diligenciamos na adjacência com intuito de realizar abordagem, que obtivemos êxito em aborda-lo na referido avenida distante 100 metro do ocorrido, neste primeiro momento procedemos busca pessoal e checagem no sistema SIGO, e nada de irregular foi encontrado, e em contato com a soli e essa não obteve interesse de representar criminalmente, que tão somente queria que o mesmo não retornasse a atrapalhar seu comercio, com isso orientamos o autor a não mais retornar no estabelecimento, e os crimes que o mesmo estaria incorrendo com a conduta praticada antes.

Por tudo continuamos com o policiamento de rotina no bairro, e depois de transcorrido uns 20 minutos, retornamos em ronda pela Petiscaria quando fomos acionados pelos clientes que declarou que o individuo voltou assim que a viatura distanciou e repetiu novamente o feito de antes, entretanto agora com mais agressividade, logo saímos em buscas e localizamos o autor a 300 metros do local em fuga, foi dado à ordem de parada e o mesmo ignorou e continuou, sendo necessário o desembarque da viatura e o Cmt da equipe prosseguiu a tentativa de abordagem a pé, correndo atrás do autor, após 100 metros de corrida o militar alcançou o algoz, e que neste momento investiu contra o policial, e para cessar sua resistência ativa utilizou a força progressiva utilizando o bastão policial e força muscular para algemação.

Após os fatos conduzimos o autor algemado para preservar integridade física da guarnição policial, o autor apresenta alguns vermelhidão na região das costas devido o uso do bastão, o mesmo foi apresentado na DEPAC para devidas providências.