Moro vai depor sobre suposta intervenção de Bolsonaro na PF neste sábado=VEJA O VÍDEO

13
Ministro Sérgio Moro descendo a rampa interna do Palácio do Planalto, para participar da Cerimônia de Comemoração ao Dia Internacional do Voluntariado. Sérgio Lima/Poder360 02.dez.2019

Membros do MPF acompanharão oitiva Em Curitiba, onde mora o ex-ministro

PODER360

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro prestará depoimento neste sábado (2.mai.2020) no inquérito autorizado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) que apura as acusações de que o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir na PF (Polícia Federal). A informação é do jornal O Globo. As possíveis imputações de crimes a Bolsonaro foram identificadas pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, no pronunciamento de despedida de Moro do Ministério da Justiça.

Moro deve ser ouvido entre o fim da manhã e o início da tarde por 2 delegados do grupo que investiga inquéritos acompanhados pelo Supremo.

Também devem participar do escrutínio 3 integrantes do MPF (Ministério Público Federal): Antonio Morimoto, João Paulo Lordelo Guimarães Tavares e Herbert Reis Mesquita. Os procuradores foram incluídos por determinação do ministro Celso de Mello, a pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras. Eis a íntegra (182 kb) da decisão.

Conforme informou O Globo, o ex-juiz voltou a morar na capital paranaense.

O ex-chefe da Segurança Pública do país pediu demissão e rompeu com o presidente depois da demissão de Maurício Valeixo da direção geral da PF. Valeixo era homem de confiança de Moro. Bolsonaro queria colocar no lugar do ex-diretor o delegado Alexandre Ramagem, amigo da família do presidente.

No pedido de abertura da investigação a PGR destaca a necessidade de investigação de crimes como advocacia administrativa, prevaricação, obstrução de justiça, corrupção passiva privilegiada e denunciação caluniosa.

Sergio Moro afirmou que  apresentará “no momento oportuno, quando a Justiça solicitar”, provas da interferência política de Jair Bolsonaro na Polícia Federal. Ele concedeu uma entrevista à revista Veja na 4ª feira (29.abr).

Assista abaixo (37min58seg) a íntegra do discurso do ex-ministro: