Prefeito que ‘furou’ bloqueio e veio a MS é enviado a destacamento militar

5

Paraguaio José Carlos Acevedo está preso

Renan Nucci-Por-MIDIAMAX

José Carlos Acevedo, prefeito da cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, localizada na fronteira com o município sul-mato-grossense de Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande, foi transferido para um destacamento militar. 

Ele está preso depois de desrespeitar medida sanitária e furar barreira militar na linha internacional, montada para conter avanço do coronavírus (Covid-19), para visitar o Brasil, onde mais de 11 mil pessoas já morreram por conta da doença.

Inicialmente, ele deveria cumprir 14 dias de reclusão em casa, no entanto, decisão judicial determinou que ele fosse encaminhado ao destacamento militar RI Sauce, na cidade de Concepción, onde ficar confinado e será submetido a exames.

Em seguida, fica à disposição da Justiça paraguai. O prefeito desobedeceu  normas sanitária e cruzou, por conta própria, a linha internacional. Segundo informações, ele teria passado o dia no Brasil , acompanhando a esposa na casa da sogra dele, em virtude do Dia das Mães.

Acevedo teve a prisão preventiva solicitada depois que imagens dele discutindo com um integrante do Exército que fiscaliza fronteira entre o Brasil e o Paraguai viralizaram na internet, causando revolta na população paraguaia que está cumprindo as medidas duras impostas pelo decreto presidencial em vigor no país para impedir a propagação do Covid 19.