Fundador da Ricardo Eletro é alvo de mandado de prisão

2

Operação mira sonegação fiscal – Cerca de R$ 400 mi foram sonegados – Mandados são cumpridos em MG e SP

PODER360

O MPMG (Ministério Público de Minas Gerais) e a Receita Estadual deflagraram na manhã desta 4ª feira (8.jul.2020) a operação “Direto com o Dono” que mira sonegação fiscal e lavagem de dinheiro na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A polícia cumpre 3 mandados de prisão e 14 de busca e apreensão. Ricardo Nunes, fundador da rede de lojas Ricardo Eletro, é 1 dos alvos de prisão. Desde as 6h da manhã, policiais cumprem mandados de busca e apreensão no centro da Ricardo Eletro, na região de Contagem (MG).

Outros 2 empresários do ramo de eletrodomésticos e eletroeletrônicos também são alvos da operação. Segundo as investigações, aproximadamente R$ 400 milhões em impostos foram sonegados em 5 anos.

Em Minas Gerais, os mandados são cumpridos em Belo Horizonte, Contagem e Nova Lima. Em São Paulo, há alvos na capital e em Santo André.

O Ministério Público de Minas Gerais aponta que as empresas da rede de varejo cobravam dos consumidores, embutido no preço dos produtos, o valor correspondente aos impostos, mas não faziam o repasse ao Estado.