Querem nos escravizar e nos rebaixar intelectualmente: “Canadá sugere sexo através de buracos na parede”

44

FOTO/ILUSTRATIVA

Guilherme Santiago-Diário do Brasil

O governo do país, por meio do BC Center for Disease Control (Centro de Controle de Doenças), aconselhou os casais a adotar algumas medidas de prevenção durante o sexo para diminuir a possibilidade de contágio da doença. A sugestão foi a de que eles usem buracos na paredes para que cada um esteja em um cômodo durante o ato sexual, com a diminuição do contato físico.

No entanto, as autoridades de saúde do Canadá continuam com outras sugestões, como por exemplo, o uso de máscaras durante o ato, além do uso da criatividade para se escolher posições sexuais que limitem o contato entre os rostos.

Sobre isso eu tenho duas considerações:

I – Quando eu disse que o ato sexual seria considerado um hábito “perigoso”, “anacrônico”, “auto-destrutivo”, e em última análise, um “atentado contra a saúde pública”, disseram que eu esta exagerando. Aí está. Em breve nossa reprodução será completamente artificial.

II – Sim, tudo isto é absurdo ao nível do caricato, e é proposto justamente por ser absurdo ao nível do caricato. Não querem apenas te escravizar fisicamente, mas te rebaixar intelectualmente.

Você SABE que tudo isto não faz o menor sentido, mas tem que seguir mesmo assim, por uma simples questão de autoridade de quem manda. É uma violação à sua liberdade, um fetiche de dominação, além de um projeto de destruir todo e qualquer tipo de afeto humano; acabar com a relação entre as pessoas e com os laços que daí são criados.

E quer saber do pior? Você sustenta estes tiranos através de impostos; você paga esses burocratas para ditarem o que você deve ou não fazer, e você ainda os chama de “autoridade”.