Serra e Seripieri estão no ‘topo da cadeia criminosa’ de caixa 2, diz PF

2

Empresário teria orquestrado-Suposto repasse de R$ 5 milhões-Fundador da Qualicorp foi preso-Senador nega irregularidades

VALQUIRIA HOMEROPODER360

O fundador e ex-presidente da Qualicorp,  José Seripieri Filho, está “no topo da cadeia criminosa, no polo financeiro” do suposto esquema de caixa 2 na campanha de José Serra (PSDB) ao Senado em 2014. A afirmação é do delegado responsável pela investigação, Milton Fornazari Júnior,

Fornazari acrescentou que “no topo do polo político, está o então candidato [José Serra]. Seripieri foi preso temporariamente na manhã desta 3ª feira (21.jul.2020), quando foi deflagrada a operação Paralelo 23. Já o gabinete de Serra no Senado foi alvo de mandado de busca, mas o cumprimento da ação foi impedido por decisão do STF (Supremo Tribunal Federal).

A suspeita é que o executivo tenha orquestrado a doação ilícita de R$ 5 milhões à campanha de Serra. A Qualicorp fornece seguros de saúde –área em que que Serra é atuante.

O próximo passo das investigações, de acordo com o delegado federal, é apurar se o repasse visava a algum tipo de contrapartida. Fornazari disse que “não é crível que uma empresa faça doações milionárias a 1 candidato” sem a expectativa de 1 retorno. Ele também afirmou que a doação poderia ser para “compensar uma atuação anterior” de José Serra.