ALCOLUMBRE USA “BRECHA” NO REGIMENTO INTERNO E LIVRA SENADOR CHICO RODRIGUES (DEM) DO PLENÁRIO

10

Terra Brasil Notícias

Desde 2012, ao menos cinco senadores pediram à Mesa Diretora do Senado a chamada “licença para tratar de interesse particular” por um período superior a 120 dias.
Dentre eles, apenas Chico Rodrigues, o senador flagrado com dinheiro entre as nádegas, não foi submetido à votação pelo plenário do Senado.

Uma brecha no regimento interno da casa permitiu que Chico não tivesse que se submeter à votação em plenário para se afastar por 121 dias.

De acordo com normas internas do Senado, as licenças superiores a 120 dias devem passar pelo crivo de todos os senadores —desde que o período de licença ocorra todo no mesmo ano legislativo.